Terapias naturais e estilo de vida

O crescimento do interesse das pessoas pelas terapias naturais hoje em dia, denota para mim uma mudança significativa na consciência coletiva. Uma coisa está certa. As pessoas à procura dessas práticas a fim de cura estão prontas e desejando achar um “outro jeito” de viver. Já passou do tempo quando as pessoas marcavam com o terapeuta apenas depois de ter tentado tudo o resto, sem resultado. Ao contrário, está agora plenamente reconhecido que todas as disciplinas têm o seu devido lugar no caminho de cada um.

Ao mesmo tempo, o público para as terapias naturais, que estava restrito aos ex-hippies vegetarianos anti-sociais e outros ETs, está se ampliando para seduzir cada vez mais as pessoas “normais”. É verdade que ultimamente, a mídia concentrou o foco de muitos programas nessa direção, ajudando, não pela qualidade desses programas, mas pelo menos cumprindo seu papel de divulgação para as massas.

É por isso que hoje em dia, quase todo mundo (tem sempre exceções) conhece por exemplo a Acupuntura, pelo menos de nome: “Eh, é o negócio com as agulhas.... Isso dói?”. Mais raras no entanto são as pessoas que têm consciência do campo de ação dessa prática e mais amplamente da Medicina Tradicional Chinesa. E muitas vezes as pessoas de me perguntarem: “E para tal problema, a Acupuntura resolve?”

Dentro desse panorama das terapias naturais, o Ayurveda, palavra mais recente na consciência brasileira, está a caminho para o sucesso. Muitas vezes ainda, seu conceito se resume no entendimento coletivo a um tipo de massagem, e é interessante notar que muitas das massagens vendidas como ayurvédicas nem cabem realmente dentro de um pensamento ayurvédico, tão estranho que possa parecer. Mas com certeza, para quem está disposto a realmente levar uma reflexão ampla sobre seu estilo de vida enquanto ritmo, qualidade e quantidade, tipo de exercício e alimentação, o Ayurveda tem muito que propor. A sua força reside exatamente em juntar a simplicidade com uma visão das mais holísticas.

Ainda pouco conhecidas, as Terapias Vibracionais estão também suscitando cada vez mais interesse, quando não é apenas curiosidade. A Homeopatia foi considerada até pouco tempo uma disciplina reservada aos médicos, o que não é. E isso, pode ser, limitou as suas aplicações a um padrão de pensamento bem definido. Hoje em dia, ela acha o seu devido lugar nas práticas terapêuticas se juntando às suas irmãs Florais e Elixir de Pedras com toda naturalidade dentro de um entendimento do tratamento do ser na sua integralidade. E para quem já passou por uma mudança de padrão vibratório por meio dessas práticas, essas pessoas já sabem do alívio que isso promove num dia a dia corrido.

O (re-)conhecimento das práticas naturais está então caminhando com firmeza. E é muito interessante observar que isso acontece junto com o aprendizado de que não adianta concertar as desarmonias quando não cuida melhor de si mesmo a cada dia. O alicerce dessas práticas está exatamente no entendimento de que o estilo de vida, ou melhor, o padrão vibratório de consciência aplicado ao quotidiano, está na origem da maioria das desarmonias.

E em termo de manutenção quotidiana, o Yoga sempre teve um lugar especial no ocidente, pode ser devido à irradiação da espiritualidade indiana. Mas com certeza, ainda mais devido aos resultados dos seus praticantes. E muitas vezes, basta praticar uma vez para se apaixonar. O corpo agradece, e o ritmo da vida se torna de repente mais suave, mais harmonioso. Onde isso pode nos conduzir senão a criar mais saúde em nossa vida?

O Tai chi chuan também conquista mais e mais brasileiros que se dão conta de que não é uma prática apenas para a melhor idade. E quem diria que movimentos tão suaves poderiam ter um efeito tão benéfico na melhora do metabolismo, da respiração, da autoconfiança e da firmeza?

Fica hoje em dia ainda para os mais ambiciosos a prática da meditação. Começa muitas vezes como uma necessidade de uma válvula de escape para o estresse quotidiano. Mas essa necessidade se torna rapidamente um vetor de transformação dos mais potentes para quem decidir escutar a pequena voz dentro de si que tem como única vontade de ser ouvida. E acabou o tempo da imagem onde a meditação era apenas ficar sentado durante horas repetindo mantras e mantras e mantras. As últimas gerações de meditação, como o Shamballa MD Healing, estão se inserindo no quotidiano sem nenhum esforço devido à sua flexibilidade e praticidade. Tanta simplicidade e uma potência capaz de transformar o DNA! E para os mais céticos, não sou eu que falo isso, é a ciência que comprovou.

Mas em fim, difícil hoje em dia para as pessoas dizer “eu não sabia!”. E é bem melhor assim. Nas práticas de cura, são cada vez mais opções e possibilidades, podendo se adaptar às varias necessidades e levar mais mudanças de consciência para a sociedade. Porque no final das contas, esse é o grande objetivo de todo esse jogo, e a saúde, uma das primeiras conseqüências dessa nova consciência despertando.

Philippe Reynaud
Terapeuta holístico – Acupuntura, Ayurveda, Terapias Vibracionais, Yoga, Tai chi chuan
Mestre de meditação Shamballa MD Healing
www.onectardavida.com